0

Promessa cumprida

Posted by Aline Zamboti on 11:23 in ,


A promessa foi cumprida. Após bater a sua porta e não ter entrado a felicidade enfim fez um novo contato.

By Aline Zamboti

Links para esta postagem |
0

Ê saudade!

Posted by Aline Zamboti on 09:23 in


A saudade consegue transformar o dia em uma eternidade. Os minutos não passam, os pensamentos ficam repetitivos, a insegurança a flor da pele e os desejos ainda mais afinados.

Todo dia é igual. Não importa quanto está distante, a saudade sempre vem na mesma intensidade.

By Aline Zamboti

Links para esta postagem |
0

Acordo com o tempo

Posted by Aline Zamboti on 01:00 in , ,



Tempo, vê se dessa vez permita que o reencontro das almas seja eterno. Que nessa nova oportunidade elas possam ser pacientes e que a compreensão seja o fechamento do contrato de amizade.
Em todo percurso em que oferece é preciso fazer escolhas. Mas nessas escolhas, erros e acertos são cometidos, dos quais raramente podemos controlar a percepção da outra alma que, cansada, não tem mais forças para ouvir. 
Tempo, sabe muito bem que amizade não precisa de provas ou aprovações, nem de frequência, que amizade é aquilo que te dá esperanças quando nada mais parece dar certo, é aquele ombro que você precisa, é o sorriso de alegria, é a decepção com o pedido de desculpas. Mas porque insiste em fazer com que nossas almas estejam prontas para entender, às vezes, tarde demais?!
Tempo, vê se me arranja mais tempo para perceber essas coisas a tempo da outra alma ficar sabendo.


By Aline Zamboti


Links para esta postagem |
0

Metade

Posted by Aline Zamboti on 22:37 in , ,




"E que a minha loucura seja perdoada 
Porque metade de mim é amor
E a outra metade... também."


By Oswaldo Montenegro

Links para esta postagem |
0

Eternidade do despertar

Posted by Aline Zamboti on 16:38 in , , , , ,
“... Confesso que durante a noite, dou uma espiadela só para garantir que ele ainda está lá, e continua tão real quanto ao dia anterior.” by Aline Zamboti



Enquanto a vontade de abrir os olhos não é assimilada pelo corpo, as sensações são os primeiros vestígios de que, de seus sonhos, ela vai despertar. A parede gelada em sua costas nuas, o pé fora das cobertas, o braço dormente, algo impedindo de se espreguiçar...

- Bom dia!

Com um sorriso sem jeito, seus olhos vão se abrindo lentamente e, em resposta, outro sorriso é retribuído.

A sensação de que os sonhos foram compartilhados durante a noite, faz os olhos piscantes e o sorriso de canto de boca revelarem certa vergonha. Vergonha de que os desejos sonhados tenham sido flagrados.

Ainda deitados, a única lembrança que vem em mente é a de ter um peito para apoiar a cabeça, uma mão para entrelaçar os dedos, uma boca para beijar e uma respiração quente para confortar.

O anseio de parar no tempo naquele instante do despertar é tão grande quanto o prazer de uma criança devorando um chocolate. O bem-estar interior e a felicidade que brilha nos olhos parecem segundos eternos.

Mas logo após desse despertar, as nuvens que contemplavam o seu céu enquanto dormia parecem ficar distantes, e o tempo passando ainda mais rápido. A partir de então, as sensações e as lembranças começam a ficar desbotadas, restando apenas um deleite do que passou.

E é com o deleite da noite que ela passa os outros dias sonhando acordada, até o próximo sonho e a eternidade do despertar.


By Aline Zamboti

Links para esta postagem |
0

Saudade

Posted by Aline Zamboti on 12:21 in , ,


"Tenho mais saudade do meu presente do que de meu passado".

Autor Desconhecido

Links para esta postagem |

Compartilhe

Copyright © 2009 Depois do Dois All rights reserved. Theme by Laptop Geek. | Bloggerized by FalconHive. Distribuído por Templates